Véu e grinalda: saiba tudo sobre!

Véu e grinalda: saiba tudo sobre!

Muitas pessoas usam a expressão “casar de véu e grinalda” para se referir a um casamento formal, com cerimônia, festa e tudo a que se tem direito. Isso porque nenhum vestido de noiva fica completo sem essas peças.

Mas você sabe exatamente o que é cada um desses acessórios e como usá-los corretamente? No post de hoje, mostraremos uma forma de brilhar ainda mais em seu casamento. Confira:

Como surgiu a tradição do véu e grinalda?

O uso de um manto para cobrir o rosto da noiva tem origem na mitologia greco-romana. O nome “véu”, por exemplo, faz referência à deusa Vesta, protetora dos lares.

Os povos antigos acreditavam que as noivas eram alvos fáceis para os maus espíritos. Para enganá-los, elas cobriam o rosto e eram acompanhadas por mulheres vestidas de forma semelhante, segurando buquês.

Essa crença originou boa parte das tradições e superstições que envolvem o dia do casamento. O costume se firmou tanto que permaneceu, mesmo com o surgimento do cristianismo; os cristãos adaptaram o véu como um símbolo de pureza e humildade.

Já a grinalda surgiu como uma forma de dar para a noiva um aspecto nobre e destacá-la dos demais convidados. Com o tempo, o acessório foi se simplificando e, hoje, podem ser usadas tiaras, guirlandas e presilhas.

Como usar o véu?

Se você for baixa, faça um penteado que prenda o seu cabelo acima do véu. Se for alta, use uma mantilha ou faça um coque do tipo chignon, prendendo a peça abaixo dele.

Confira abaixo algumas opções de véus:

Curtos

Se o seu casamento for durante o dia, ao ar livre ou em uma capela, use um véu que fique mais ou menos na altura dos ombros. Jogados para trás, eles também ajudam a emoldurar rostos arredondados.

Longos

Cerimônias noturnas e em catedrais pedem véus tão ou mais longos do que cauda do vestido. Peças armadas, caindo lateralmente, ajudam a dar volume para rostos finos.

Mantilhas

São peças de renda ou tule, muito parecidas com o véu, mas com um aspecto artesanal. Por serem mais trabalhadas e pesadas, as mantilhas devem ser usadas se o seu vestido for liso.

Você pode optar por usar um véu longo somente para a cerimônia. Para isso, prenda-o por cima de outro, mais curto: ficará mais fácil tirar e não estragará o penteado. Uma boa ideia é levar o véu para o cabeleireiro e apender como fazer para tirá-lo.

Como usar a grinalda?

Se o seu vestido tiver uma tonalidade puxada para pérola ou champanhe, prefira os acessórios dourados. Se ele for branco, opte pelos prateados. Veja as opções de grinaldas:

Coroa

Combina com casamentos formais e ousados. Se você se casará em um local fechado, escolha modelos com cristais e brilhantes, mas sem exageros. Durante o dia, uma boa opção são as pérolas, madrepérolas e outros materiais foscos.

Se você quer afinar o seu rosto, opte por coroas triangulares. Caso você seja uma mulher mais baixa, estão permitidas as coroas altas e pontudas — desde que não a deixem mais alta que o noivo.

Tiara

É o tipo mais comum de se ver em noivas. As mais simples destacam vestidos sofisticados, dando um belo contraste. Já as mais detalhadas combinam com modelos clássicos.

Arranjo floral

Pode ser composto por flores naturais ou artificiais. Fica muito bonito se você usá-lo com um penteado mais despojado — por exemplo, com o cabelo de lado ou meio preso. Se o seu casamento for de dia ou ao ar livre, essa é uma boa pedida.

Pente

Dá um ar mais delicado e serve para adornar o penteado de forma discreta. Mesmo assim, ainda é permitido o uso de pedrarias.

Headband

O uso dessa peça é mais versátil, mas o mais comum é que ele cubra a testa. Fica bem, principalmente, em mulheres de rosto fino.

Agora que você já sabe tudo sobre véu e grinalda, basta escolher os acessórios que tenham mais a ver com a sua personalidade e o estilo do seu casamento. 

Se gostou dessas dicas, aproveite para conferir o nosso post com dicas para escolher o vestido de noiva ideal!

Avatar

Teresa Lamas

Somos especialistas no planejamento e na organização de eventos pessoais e empresariais.